A árvore e os calhaus

"Antes pelo Contrário"


"O advogado madeirense Rogério Freitas Sousa lançou recentemente um livro de crónicas com o sugestivo título “Antes pelo Contrário”. Uma obra que surge no enfiamento do primeiro livro de poesia “Enleias-me?”, dedicado à mãe do autor.


Em “Antes pelo Contrário” Rogério Freitas Sousa afirma a sua cidadania, em palavras e em actos. Discute, reflecte, anuncia, comenta, temas de enfoque nacional e regional, onde a postura de responsabilidade e de honestidade se assume em primeira linha.


Num dos “capítulos” mais interessantes, o autor alude para o fenómeno da blogosfera e do irresponsável comentarismo anónimo. Fá-lo como cidadão e como personagem que foi alvo desse tipo de comportamento execrável, e que tem servido gente covarde e animalesca. Infelizmente, é um fenómeno que cresce, que é incentivado pelos demais, e que raramente aparece legalmente responsabilizado.


Na sabedoria popular, o povo criou o adágio: “só se atiram pedras às árvores que dão frutos”. Na verdade, o percurso genuíno e humanista do amigo Rogério Freitas Sousa é de uma simbólica árvore que resiste aos calhaus. Quanto mais se lhe atiram, mais ela cresce e floresce." - Élvio Sousa, in Diário Cidade, de hoje, p. 4.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

anular-se

ame.

aceite-se.

raiar

na compaixão