...!

A meio de uma minha escrita qualquer:
"Estranho não perceberes isso. Que na vastidão do silêncio, mas vastidão é demais e tudo o que é demais já não é. É como a dor: quando demasiada é já só um mísero e fútil torpor."

Comentários

Paula Raposo disse…
Concordo. Beijos.

Mensagens populares deste blogue

ame.

aceite-se.

anular-se

raiar

na compaixão