!...

Ainda num trecho de qualquer coisa escrita por mim:
"E, agora, posso te entregar o Sol e a Lua, o mar e a terra? Para intuitivamente os acolheres e mos emprestares quando, na tua candura, deles precisar? Posso mesmo?"

Comentários

Paula Raposo disse…
Bonito mesmo! Beijinhos.

Mensagens populares deste blogue

anular-se

ame.

aceite-se.

raiar

na compaixão