Aos meus blogs.


A largo tempo, ao completo abandono tenho deixado estas minhas extensões: este directriz, o meu enleio e os secos pigmentos. Quiçá, igualmente, tenho-me abstido de calcorrear mais do que o desinteresse e a irrelevância que sou.
Hoje, por razão que não descortino nem quero descortinar, entendi reformular estas minhas mãos e estes meus sentires transmutados nos meus blogs. E, de uma vez, afiançar-me que, tal como a minha pele releva, também a minha vontade determina que sou também expressão actual no mundo digital.
Conte-se, pois, com eles. Mais do que mim mesmo.

Aqui deixo o meu novo, e ainda em construção, detalhes de Luz. Da e para a minha fotografia.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

anular-se

ame.

aceite-se.

raiar

na compaixão