Degradante!

Imagem daqui.
A bola e os srs. da federação portuguesa de futebol deram um exemplo fenomenal ao país e ao mundo: quando o melhor para o país não é suficiente - o pífio empate das estrelas cadentes frente à Sérvia -, o murro do seleccionador nacional sê-lo-á. Sem mais palavras: simplesmente degradante!

Comentários

Rosa dos Ventos disse…
E ainda por cima estes senhores ganham rios de dinheiro que podiam servir para apoiar outros desportos menos marcados por tão maus exemplos a todos os níveis!
Abraço
Su disse…
é feio
é degradante

mas pior que isso é "não ser"...

mas enquanto todos falam do murro.... ninguém dá conta de como anda o país......os socretinos agradecem...eheheheheh

jocas maradas
directriz disse…
Rosa: o país que temos é totalmente anacrónico!
Su: por isso diz-se que o resultado foi a única coisa boa dessa coisa. temos um país artificial que vive artificialmente, da bola e outros quejandos.
Berdades disse…
Ai que saudades eu tenho de ver aquela selecção portuguesa jogar... a de Râguebi. Mesmo perdendo soube tão bem ver a raça e dedicação. Todos amadores,talvez por tal é que choraram ao ouvir o hino português.
Agora aparece um seleccionador brasileiro a mandar nos portugueses e a bater nos sérvios! SCOLHAR ainda vai cá continuar a xuxar na teta da FPF por muitos e bons dias.
Márcio Pimenta disse…
Eu li sobre o Felipão pedir desculpas depois, mas não tinha visto a imagem. Não entendi nada!

Beijos!
directriz disse…
berdades: num país de mínima decência, o sr. Scolari já não seria seleccionador nacional! Absolutamente deprimente e irracional ver o pagode - sim o pagode - branquear [começando pelas televisões...] um acto de violência gratuita. Todavia, de um seleccionador escolhido por esta Federação do Sr. Madaíl não se poderia esperar outra coisa que não um maior fosso da arruaça.

Márcio: o que se passou foi que o Sr. Scolari no fim do jogo Portugal-Sérvia, que felizmente Portugal empatou, decidiu dar um murro num jogador da equipa adversária. Só isso. Tudo o mais [stress, pressão, provocações, etc.] é pura treta e desculpa de mau pagador.
Num país decente - e Portugal não é! - já devia estar no desemprego. Só se espera que a UEFA se encarregue de fazer o que a inacreditável FPF não fará.
[... são mais abraços].

14 Setembro, 2007 08:18
amsf disse…
A fotografia da p. 9 do DN (07/09/14) é emblemática do que se passa na Madeira. Casa de S. João de Deus (Trapiche) organiza "Jogos sem vícios"...curiosamente as T-shirts usadas são partidárias (PSD)...não haveria outra forma de vestir os participantes!?
Irónicamente, estes jogos como quase todas as actividades na Madeira têm o VÍCIO de serem aproveitadas políticamente pelo PSD/M!
Anónimo disse…
Palavras para que!
Onde pára o patriotismo...e aquela "garra" que a todos nós transmitia enorme orgulho.
A FPF só tem um único caminho e poderá fazê-lo antes que a UEFA tome decisões:
- rescindir com o seleccionador uma vez que este não teve a humildade suficiente de colocar o seu "rico" lugar à disposição.
Neste cenário, entendo que a FPF dissipava a deplorável imagem que a nossa selacção transmitiu ao mundo inteiro.

Filipe Martiniano Martins de Sousa
Bah! Que se pode esperar de pessoas que se movem num mundo inquinado?! O futebol já não é desporto: é negócio, e no pior sentido! Negócio sujíssmo!!
Carlos Z O Junior disse…
Colega blogueiro, tomei a liberdade de citar seu blog, copiando o texto e a foto no meu www.diariodeumjuiz.
Abraços.
Carlos Z O Junior
directriz disse…
e fez bem. agradeço a atenção.

Mensagens populares deste blogue

ame.

anular-se

aceite-se.

raiar

na compaixão