Aquário mas pouco.

“De acordo com o responsável, o que se passou na sessão do passado dia 10 foi que uma pessoa, que não há certezas de que fosse concorrente (!?), pediu para ver o relatório da comissão de avaliação das propostas e as próprias propostas. Como manda a lei, prosseguiu, «foi-lhe dito que podia ver o relatório e que as propostas ficavam para outro momento» (!?), até porque havia sido decidido introduzir o anonimato dos concorrentes, para «permitir uma decisão mais livre» (!?). Neste sentido, disse, «o senhor achou que deveria sair naquele momento, e saiu». Pedro Ferreira, contudo, deixou claro que a comissão foi soberana na escolha e que o processo foi transparente.” (!) – extracto da notícia do JM sobre o Aquário.
Realmente, assim, é indiscutível e fora de dúvida que foi totalmente transparente. Será que quem assevera também sabe que foi transparente? Ou será que nem o próprio se consegue entender no meio deste arrazoado inócuo e ininteligível?
PS - Não é hoje o dia da reacção oficial à falta de reacção que gerou reacção? Foto daqui.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

anular-se

ame.

aceite-se.

raiar

na compaixão