O paradoxo.

As opções editoriais do DN - que a apresentação gráfica da, quase irrelevante, página par sobre as "acções populares" reflecte e revela (vd. página nº 6 na edição de papel de hoje) - são sintomáticas. E, não haja dúvidas, são-no de forma totalmente incrível e paradoxal.

PS - Com interesse o editorial do Tribuna da Madeira, da passada sexta-feira. A ler.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

anular-se

ame.

aceite-se.

raiar

na compaixão