Olarilólelas!

Olaria: O Município do Funchal, pelo que noticia o "DN" a propósito da Olaria, parece começar a descobrir que o PDM existe. Mais vale tarde do que nunca!
Santana
: O Sr. ex-Vereador da Câmara Municipal do Município de Santana, Abel Almada, voltará, de braços abertos, ensadecido pelo "despedimento" e com funções de apoio aos serviços, como anuncia o Sr. Presidente da Câmara Municipal. Mas, quais serviços? Para quê? Com que utilidade? Quais os encargos? Quais as competências para tais funções? A gestão política - melhor, politiqueira! - em Santana não tem limites. Até o absurdo desafia. Por esse esforço inane, bato palmas e assobio.

Comentários

Anónimo disse…
Que ingenuidade a sua! Foi a própria CMF quem deitou esta notícia para a rua, porque o dr. Albuquerque quer dar a entender que até chumba projectos da mulher quando estes não cumprem o PDM. Pretende-se dizer que a lei é para todos, quando se sabe muito bem que não é assim, especialmente naquela câmara. Por detrás deste aparente acto de rigor da CMF deve haver algum problema entre o construtor e a arquitecta Albuquerque. Vamos lá especular, uma coisa do género: "não me pagas aquilo que quero então a Câmara do meu marido rejeita o projecto". Mas isto são meras especulações...
directriz disse…
O comentário incide, não sobre a origem - isso é irrelevante! -,mas sobre o facto em si mesmo:o Município terá aplicado o PDM. Facto raro e pouco frequente. E coisa que um singelo passeio pela cidade permite constatar. Esta prática política e administrativa é, todavia, paradoxal com as estritas atribuições urbanísticas do mesmo Munícipio. Só isso se quis notar, na expectiva que assim deixe de ser. E creio que isso se notou.
Anónimo disse…
O directriz não deve ligar as dores de cotovelo dos outros.A verdade tem que vir ao de cima, goste quem gostar, goste quem não gostar.

Mensagens populares deste blogue

ame.

anular-se

aceite-se.

raiar

na compaixão